quarta-feira, setembro 13, 2017

sábado, setembro 09, 2017

Livro 100 Maneiras de Estímulo à Inovação

Livro 100 maneiras de estímulo à inovação



O livro 100 Maneiras de Estímulo à Inovação registra variadas iniciativas que as organizações podem desenvolver para estimular a criatividade e a inovação. Também apresenta importantes recomendações sobre o que cada um pode fazer para desenvolver um perfil mais inovador e criativo.
Na leitura do livro destaca-se que muitas iniciativas estão relacionadas à promoção da qualidade de vida e a valorização dos indivíduos, assim como o seu empoderamento.


Julio Francisco Dantas de Rezende é administrador, presidente do Conselho Regional de Administração (CRA-RN), professor na área de sustentabilidade e inovação na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e diretor de inovação da Fundação de Apoio à Pesquisa - FAPERN. Em palestras e livros, Julio Rezende apresenta de modo didático o conteúdo que pode ser transformador para indivíduos e organizações. Mais informações em: www.juliorezende.com ou www.twitter.com/julioFDRezende.

E-Book e livro 100 Maneiras de Estímulo à Inovação


Em comemoração ao dia do administrador (9 de setembro) estamos compartilhando o E-Book/ livro 100 Maneiras de Estímulo à Inovação de autoria de Julio Rezende. Faça o download no endereço:
https://www.academia.edu/34521132/E-Book_-_Livro_100_maneiras_de_est%C3%ADmulo_à_inovação_-_JULIO_REZENDE.pdf


Dia do Administrador


terça-feira, setembro 05, 2017

About Julio Rezende



Professor Julio Francisco Dantas de Rezende (Natal-Brazil - 1974) was the first Brazilian to publish a research about Mars during the 19th Mars Society Convention in Washington D. C. at 2016.

In Brazil he is coordinating 4 pioneering initiatives related to Mars education and science and technology popularization: the research station Mars Habitat (www. HabitatMarte.Blogspot.com), MarsLab - Laboratory  of Technologies Applied to Mars and Semiarid (wwwMarsLaboratory.Blogspot.com), Mars Research Group - Mars and Arid Regions Settlements Sustainability and the Museu Espaço Marte  (www.espacoMarte.Blogspot.com).

The professor is interested in research about climate change, Mars, sustainable development of semiarid regions, economic development, entrepreneurship and sustainability. He is acting in sustainable construction in communities. Rezende is Bachelor in Management and Psychology, master and PhD on Sustainability at the Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) and concluded the post doc in University of Central Florida researching about the support of Business Incubators and Science Parks in the creation of new clean tech companies.

Julio Rezende has published more than 10 books about sustainability and innovation  teaching in the Industrial Engineering Department of Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Rezende is president of the Management Council in Brazil (CRA-RN), innovation diretor of Foundation of Support of Rio Grande do Norte’s Research (FAPERN), performing lectures in different countries about sustainability, innovation and management in English and Spanish.


More information about professor Julio Rezende: www.juliorezende.com.

sábado, agosto 12, 2017

Palestra na Campus Party Salvador - 12 de agosto de 2017



O Professor de Engenharia da Produção da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Julio Rezende, ministrou a palestra Marte e semiárido: desafios à sustentabilidade na Campus Party em Salvador no próximo sábado (12 de agosto).

A palestra apresentou o início da operação da estação de pesquisa Habitat Marte na cidade de Caiçara do Rio do Vento (sertão do RN), onde jovens pesquisadores simularão durante uma semana o funcionamento de uma estação de pesquisa em Marte. Na palestra Marte e semiárido: desafios à sustentabilidade empreendedores e jovens pesquisadores foram desafiados à imaginação, criatividade, inovação e empreendedorismo relacionados à sustentabilidade no espaço e no semiárido. Devido à mudança climática, se torna mais desafiador a vida em regiões áridas e com escassez hídrica. Desse modo, Marte e regiões áridas e semiáridas demandam soluções criativas e similares de criativos e empreendedores. Na exposição são apresentados os passos dados até então do Habitat Marte, o funcionamento do laboratório de apoio MarsLab na UFRN, a criação da vestimenta dos Sertãonautas, assim como a convocatória da primeira equipe de astronautas para o Habitat Marte que será lançada no Campus Party Bahia.


Julio Rezende é presidente do CRA-RN, professor da UFRN e Diretor de inovação da FAPERN com pós-doutorado em tecnologias disruptivas nos Estados Unidos. Tem atuado com foco na interface de Habitats Sustentáveis e Espaço. Em uma abordagem inovadora no Brasil está investindo na operacionalização da estação de pesquisa Habitat Marte localizada no sertão do Rio Grande do Norte. No sertão, em regime de imersão, grupos simularão o funcionamento de uma estação em Marte.

segunda-feira, abril 03, 2017

Marcha Pela Ciência Natal e o Dia da Terra - 22 de abril

No sábado dia 22 de abril de 2017 serão realizados dois eventos internacionais em Natal: a Marcha Pela Ciência Natal e o Dia da Terra.
O Departamento de Engenharia da Produção da UFRN,  a Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (FAPERN) e o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte estão organizando o evento Marcha Pela Ciência Natal (March For Science Natal) que acontecerá no dia 22 de abril de 2017 (sábado). O evento acontece em vários países sendo celebrado também nesta data o Dia da Terra.
A programação preliminar da Marcha Pela Ciência e Dia da Terra é a seguinte:

8 horas - Mars Hackathon  - Local: Laboratório de Sustentabilidade – UFRN
O Mars Hackathon terá em sua abertura palestra do professor José Dias do Nascimento Júnior que apresentará algumas informações de caractetrização de Marte. Em seguida o professor Julio Rezende explicará o funcionamento do Mars Hackathon que funcionará durante toda a manhã.
Durante o Mars Hackathon os participantes irão propor orientações para o funcionamento de uma estação em Marte. A equipe que apresentar as melhores proposições será premiada com um kit de divulgação científica da Agência Espacial Brasileira  -AEB.
Obs: é necessário que as inscrições sejam realizadas com antecedência através do link:

Coordenação: Prof. Julio Rezende (Departamento de Engenharia da Produção – UFRN).

9 horas - Reperformar o Afeto – Local: Laboratório de Pesquisa em Performance e Teatro Performativo  - DEART/ UFRN
Este palestra  fala da importância que o conceito de afeto tem tomado em  pesquisas na área de Performance e Arte. O encontro e compartilhamento dos movimentos corporais, escrituras  e materiais no espaço e no tempo pode fazer com que as nossas próprias performances possam ser lembradas e continuarem a circular na cultura.
Coordenação: profa Naira Neide Ciotti

14 horas – Seminário Marcha da Ciência e Dia da Terra
14 horas – Palestra O Dia da Terra e as inovações em práticas de sustentabilidade - Prof. Julio Rezende (Dep. De Engenharia da Produção).
15 horas - Palestra “Implicações Jurídico-Ambientais da Revisão do Plano Diretor de Natal: Propostas, Desafios e Instrumentos". Local: Auditório do Parque das Cidades.
16 horas  - realização da Marcha da Ciência Natal – no Parque da CIdade.

A programação preliminar poderá sofrer alterações a partir da proposição de outros professores que desejem realizar palestras ou outras atividades.

Mais informações no Blog:

Fã Page:

Página do evento:

segunda-feira, janeiro 02, 2017

Neste novo ano: Keep Talking!



Prof. Julio F. D. Rezende, PhD. (UFRN, FAPERN, CRA-RN)

            Em 8 de janeiro de 2017 o físico teórico Stephen Hawking comemora 75 anos. Hawking ficou conhecido pela pesquisa revolucionária sobre o surgimento do Universo, a teoria do Big Bang, os buracos negros, a inflação cósmica. Parte dessas teorias foram divulgadas no livro que se tornou um best seller: Uma Breve História do Tempo.
Homenageá-lo é celebrar todos aqueles que fazem ciência e se interessam na construção de uma sociedade e um mundo melhor, sendo uma forma de desejar um excelente 2017 a todos. Alegremente, segue uma história sobre como muitas vezes a ciência e a música andam juntas expandindo criativamente as fronteiras do conhecimento e auxiliando nos passos da reflexão e do pensamento.
Em 1994, o compositor David Gilmour, guitarrista da banda Pink Floyd, ouviu a voz de Stephen Hawking em um comercial da British Telecom. Gilmour percebeu o potencial de usar a gravação em uma das composições da banda. Comprou os direitos e fez uso experimentalmente na gravação da música Keep Talking.
Eis a mensagem do comercial da British Telecom:
For millions of years, mankind lived just like the animals. Then something happened which unleashed the power of our imagination. We learned to talk. And we learned to listen. Speech has allowed the communication of ideas, enabling human beings to work together. To build the impossible, Mankind's greatest achievements have come about by talking. And it's greatest failures by NOT talking. It doesn't have to be like this! Our greatest hopes could become reality in the future. With the technology at our disposal, the possibilities are unbounded. All we need to do is make sure we keep talking. - Stephen Hawking.

Eis a tradução:
Por milhões de anos, a humanidade viveu como os animais. Então aconteceu algo que desencadeou o poder da nossa imaginação. Nós aprendemos a falar. E nós aprendemos a ouvir. A fala tem permitido a comunicação de ideias, permitindo aos seres humanos trabalhar em conjunto. Para construir o impossível, as maiores conquistas da humanidade surgiram em decorrência da fala. E os maiores fracassos pela falta dela. Não precisa ser desta forma! Nossas maiores esperanças poderiam se tornar realidade no futuro. Com a tecnologia à nossa disposição, as possibilidades são ilimitadas. Tudo o que precisamos fazer é garantir que continuemos conversando. - Stephen Hawking.

A expressão Keep Talking é uma analogia ao conhecido slogan Keek Walking da fábrica de whiskies Johnnie Walker. Está implícito em Keep Walking a mensagem: apesar das dificuldades que se apresentem em nossa trajetória, continue andando. Tenha esperança!
Em prefácio no livro lançado em setembro de 2016 How to make a spaceship da jornalista de San Francisco, Julian Guthrieno, Hawking apresenta importantes informações autobiográficas. Conta sobre sua disposição para desfrutar de aventuras como flutuar em gravidade zero ou realizar uma viagem de pesquisa à Antarctica. Conta que quando foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), aos 21 anos, haviam lhe dado 2 anos de vida, período esse que o cientista estava iniciando o seu doutorado na Universidade de Cambridge, na Inglaterra. A Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença neurodegenerativa progressiva e fatal caracterizada pela destruição dos neurônios motores. A ELA deixou o pesquisador preso a uma cadeira de rodas e dependente de um sistema que sintetiza sua voz eletronicamente a partir de frases, termos prontos, e uma lista de palavras em ordem alfabética, além da função Soletrar que são acionados por um sensor nos óculos que capta o movimento da bochecha.
Hawking conta no prefácio do livro da jornalista Julian que à medida que o seu corpo se tornava mais fraco a sua mente se tornava mais forte. Ele perdeu o movimento das mãos dificultando a desenhar equações, o que o desafiou a imaginar complexas fórmulas apenas fazendo uso de modelos mentais.
Stephen Hawking considera que manter a mente ativa foi fundamental para sobreviver durante mais de meio século após o diagnóstico da ELA. Para mim, Stephen Hawking é um grande exemplo de resiliência e de exemplo sobre o poder das ideias que podem vencer o mundo da força física.
O quanto temos a aprender com o exemplo desse homem... Uma importante recomendação que deixa refere-se à necessidade de inspirar as próximas gerações a se tornarem comprometidas com a exploração do espaço e a ciência em geral.
A música Keep Talking fala sobre: o surgimento da linguagem; o primeiro humano que falou; a comunicação na aproximação das pessoas; a comunicação na construção de um novos status de desenvolvimento das pessoas.
O texto apresenta também preocupações com o nosso futuro, pois observamos nos últimos dias de 2016 um tempo em que países se estranharam politicamente, diga-se: Estados Unidos, Rússia, Ucrânia, Turquia, Síria, Israel, Alemanha, não concordando sobre vários pontos. Evidencia nesse cenário várias situações de terrorismo e de morte de civis. Neste contexto, Hitler havia dito que quando a diplomacia termina a única alternativa é a guerra. Assim, em um momento que um novo presidente americano assume a presidência, 2017 representa um tempo de reflexões e necessidade de diálogo.
Ainda na atualidade, entre tantos indivíduos, uma categoria se destaca na realização de comunicação: os cientistas. E esses a fazem de maneira estruturada permitindo que o conhecimento possa ser apropriado por outras pessoas que farão uso; fazendo releituras; realizando novas contribuições em direção de um novo status de desenvolvimento e de inovação.
Quando Stephen Hawking enfatiza a necessidade de Keep Talking, está implícito na sua frase robótica um imperativo: Fale! Continue falando! Pois, comumente, no mundo da comunicação, seja ela ocorrendo na escola, na universidade, nos meios científicos, na sociedade de um modo geral, essa comunicação encontrará muitas barreiras: ruídos; má-compreensão; má-interpretação; preguiça em consumir o conhecimento que o interlocutor expõe; preconceito; inveja; muitas vezes inexistindo um público adequado para consumir o conhecimento novo e necessidade de abordagens criativas na transmissão do conhecimento.
Para quem é cientista, o reconhecimento pode ser demorado. É um longo caminho! Contudo, a frase Keep Talking é encorajadora e estimula a continuar acreditando no poder das ideias. Keep Talking expressa a resiliência que necessitamos ter perante circunstâncias da vida em diferentes contextos.

Por último, e à guisa de conclusão, é pertinente que se reflita e se tenha a consciência quanto ao que se fala ser relevante ou não. Muitas vezes o que se está a dizer é de pouca importância, porque não reflete a nossa própria natureza, a nossa própria motivação. Portanto, a comunicação necessita ser relevante, com conteúdo, edificante e que transmita o que é útil e pertinente à evolução do outro, como uma expressão de interesse e carinho pelo outro. É nesse sentido que se tem o poder de se ajudar na construção de um mundo melhor. Feliz aniversário Stephen Hawking!